4 passos para encontrar o amor verdadeiro na maturidade

4 passos para encontrar o amor verdadeiro na maturidade

A maneira como nos relacionamos no amor leva muito mais frequentemente à dor do que à alegria e prazer.  Muitas vezes você tem a sensação de estar perdida porque recebeu um mapa mal feito do caminho para a felicidade.
Para encontrar um amor, as mulheres recebem conselhos sobre como melhorar a si mesmas, como se, por si sós, não fossem suficientes. Perca peso, entre em forma, vista-se melhor, seja confiante, amplie seu círculo de amizades, controle seus sentimentos, deixe seu parceiro em constante dúvida são alguns dos muitos conselhos que você já deve ter escutado.

Por esta perspectiva, juventude, beleza e confiança seriam os talismãs mágicos do sucesso. A pressão de tentar parecer perfeita todo o tempo destrói a autoconfiança e traz  insegurança, ansiedade e desespero.

Existe uma maneira mais fácil de ser feliz com o outro, não baseada em jogos ou repaginações cosméticas. Trata-se de revelar ao mundo quem você é e então aceitar somente as pessoas que verdadeiramente te valorizam. Esta estratégia é particularmente útil para quem tem mais de 40 anos porque, neste estágio da vida, não se quer mais perder tempo em relacionamentos pouco saudáveis.

Seguindo os 4 passos abaixo você construirá relações mais plenas e satisfatórias. A boa notícia é que nenhum deles tem a ver com idade, dinheiro, beleza ou peso.

1 – Desista de relacionamentos de carência

É fácil sentir atração por pessoas que oscilam entre o bem querer e a indiferença absoluta. Em um dia você é tratada como rainha e no outro te ignoram completamente. Esta atração remete a quando nos sentíamos inadequados, principalmente em relação aos nossos pais. Nada é tão excitante ( e viciante! ) quanto tentar seduzir o parceiro que se recusa a amar em tempo integral. Por outro lado, nada frustra mais  do que o constante sentimento de se estar a um passo de conseguir conquistar o outro. Chega um ponto da vida que a maioria das mulheres decide não ser mais magoada. Preferem a solidão do que em uma relação ruim.

2 – Atraia o que é saudável e construtivo

À medida que o interesse pelas relações confusas é perdido, é comum uma “interrupção” na busca do amor. A pessoa não quer a dor dos relacionamentos passados, mas ainda não sabe como procurar outro tipo de relação. Mais cedo ou mais tarde, todos passam por esta fase, por mais frustrante que ela possa parecer. Só então torna-se possível interessar por quem é gentil, generoso e disponível emocionalmente. Esses relacionamentos costumam começar lentamente, sem os grandes arroubos da paixão, e ficam mais consistentes à medida que o tempo passa. Talvez sejam pessoas que você rejeitou quando era jovem porque não parecia interessante o suficiente. Agora se compreende que, mais que paixão, respeito mútuo e segurança emocional são o que realmente importam.

3 – Abra mão  dos “padrões de fuga”

Existem muitas maneiras de fugir da intimidade, mesmo que conscientemente você busque o amor. Estratégias de fuga incluem ficar em casa e assistir televisão, passar horas na internet em vez de ir a lugares onde pessoas com valores semelhantes aos seus podem ser encontradas; perder tempo com relações mal resolvidas; trocar e-mails ou mensagens em chats de relacionamento por meses sem propor um encontro; não aproximar das pessoas que despertaram seu interesse; parecer distante em lugar de mostrar entusiasmo verdadeiro; beber ou falar demais nos encontros;  estar sempre disponível para o sexo casual. Quando você abandona esses padrões de fuga e sai da zona de conforto ( que no fundo aprisiona), sua vida amorosa entra em outra sintonia.

4 – Tenha orgulho de quem você é

Quanto mais dividimos nossos sentimentos, desejos e vulnerabilidades, mais nos arriscamos a sermos magoados. Por isso, criamos máscaras ou versões falsas de quem somos para o mundo. O problema é que essas personas falsas não têm o vigor, espontaneidade e magnetismo de seu eu verdadeiro e por isso você não consegue atrair as pessoas que te aceitariam e valorizariam pelo que você é.

Além da auto-aceitação, é preciso cultivar e expressar seu ser único, em toda a sua imperfeição, paixão e humanidade.

Parece arriscado, não é? Somente com a decisão consciente de buscar relações inspiradoras e nutritivas e abrir mão do que destrói, uma vida amorosa se transforma. De alguma maneira, você passa a conhecer e se relacionar com um novo tipo de pessoas –  gentis, de espírito generoso, disponíveis, capazes  de compartilhar a felicidade.

Conheça os e-books para download gratuito

Como Encontrar o Amor na Maturidade

Melhores lugares para conhecer homens interessantes

Fórmula do Amor – Você, Pronta para ser Feliz

 

Recomendamos Também