22 coisas para se lembrar quando a baixa autoestima atacar você

22 coisas para se lembrar quando a baixa autoestima atacar você

Se você estiver enfrentando uma fase de baixa auto-estima ou de vez às vezes sente mal consigo mesma, é importante ter algumas ferramentas para ajudá-la a corrigir os pensamentos, de modo que possa viver com mais confiança e alegria. Lembre-se que:

1 – Você merece mais : você merece tanto sucesso, felicidade e amor quanto qualquer outra pessoa do mundo, mesmo que não se sinta assim no momento. Aceitar isto mentalmente vai ajudar a mudar o rumo dos pensamentos que te puxam para baixo.

2 – Você só tem uma vida: todos temos um número limitado de dias/anos na Terra. Você quer desperdiçar parte deste tempo sentindo mal e não tentando fazer o que tem que ser feito para  ser muito feliz? Você vai deixar que outras pessoas determinem como você deve ou não viver?

3 – É possível conviver com o desconforto: é desconfortável saber que outras pessoas estão zangadas conosco ou sentir que nos julgam e criticam. Mas se você tolerar bem a situação, essas pessoas vão entender a mensagem.

4 – Erros e fracassos são bons : às vezes pensamos que não somos bons o suficiente porque erramos e falhamos. Ninguém é perfeito. Use seus erros e fracassos para ter ainda mais vontade de se arriscar – o pior que pode acontecer é não dar certo.

5 – Pensamentos e crenças não são realidade: a baixa auto-estima é o resultado de anos de pensamentos e crenças distorcidos que nos fazem acreditar que valemos menos. Mas estes são só pensamentos, maneiras errôneas  da consciência interpretar os eventos. Não têm nada a ver com a realidade.

6 – Aja já: quando você se sentir mal, faça algo positivo e produtivo. Se estiver se sentindo triste  por estar acima do peso, por exemplo, saia para uma caminhada. Agir faz com que você se sinta no controle do próprio destino.

7 – A beleza é supervalorizada: vivemos numa sociedade que supervaloriza a beleza e a juventude. Todos têm alguma “imperfeição” física. Tente viver como se estivesse num mundo onde isto simplesmente não importa e com o tempo, assim será a realidade.

8 – Toda comparação é tóxica: comparar-se aos outros é destrutivo. Concentre-se nos seus objetivos e sonhos. Não se preocupe com o que os outros estão fazendo. Quando olhamos a vida do outro de fora, parece que é muito mais interessante que a nossa. Nunca compare o palco de alguém com seus bastidores. Você não tem acesso ao seu íntimo, não sabe o que se passa dentro de cada um.

9 – O medo é ilusão: exceto pelo medo que nos avisa de um perigo iminente e real de ameaça à vida, os outros se relacionam a eventos do futuro, imponderáveis. Use sua mente lógica para  lembrar que não há por quê se preocupar tanto com o futuro.

10 – Você tem muito mais conquistas que fracassos na vida: concentre-se nos seus sucessos e conquistas, mesmo os mais insignificantes. Faça uma lista deles e vá acrescentando outros à medida que lembrar. Releia a lista sempre que se sentir mal.

11 – Para amar o outro é preciso amar a si mesmo: falta de autoconfiança e carência repelem as outras pessoas, o que faz com que você se sinta ainda pior. Honre suas necessidades e desejos, perdoe-se, aceite-se exatamente como é.

12 – Agrade a si mesma: fazendo o que agrada somente aos outros, você aos poucos perde o auto-respeito e o respeito deles, que muitas vezes passam a abusar da sua “boa vontade”.

13 – Agressão passiva piora tudo: quem tem baixa auto-estima não expressa exatamente o que quer e precisa quando está frustrado ou nervoso. Isto leva a explosões de raiva inesperada quando o outro não entende o que NÃO foi dito. Aprenda a expressar e comunicar melhor seus sentimentos e emoções.

14 – Imponha limites: em vez de afastar o outro, impor limites é essencial para relações saudáveis. As pessoas podem resistir a princípio porque não estão acostumados a este novo comportamento seu, mas com o tempo vão respeitá-la mais por isso.

 15 – Habilidades sociais podem ser aprendidas: se você se sente mal porque não se relaciona bem com os outros, não conclua que tem um defeito de personalidade ou caráter e nem pense que procurar ajuda vai chamar atenção para seus “defeitos”. Habilidades sociais e de comunicação podem ser aprendidas ao observar os outros, através de bons livros ou com a ajuda de um terapeuta.

16 – Ninguém é a causa do mau comportamento dos outros: se existe alguém de personalidade negativa em sua vida e isso te incomoda, não há nada errado em se afastar de quem te puxa para baixo. Pelo contrário, é muito saudável.

17 – Confie nos seus instintos e julgamentos: não procure aprovação dos outros. Ninguém sabe melhor que você o que é bom para sua vida. Tome decisões sem valorizar tanto a opinião do outro. Quem tem que te aprovar é você mesma.

18 – Palavras são poderosas: se você disser coisas ruins sobre você mesma,  reforçará os sentimentos de baixo valor. A palavra falada reforça seus pensamentos e crenças, além de causar uma percepção negativa de você em quem te ouve. Se não tiver nada bom para falar de si mesma, fique calada.

19 – As pessoas não te julgam tanto quanto você imagina: o medo da reação dos outros nos impede de sermos quem somos. Mas a maior parte das pessoas está  preocupada demais com elas mesmas para se concentrar muito no que você diz ou faz.

20 – Quem você é de verdade é muito mais interessante do que quem você finge ser: autenticidade é um dos traços mais atraentes de uma pessoa. Deixe cair a máscara e permita-se ser mais real.

21 – Só o momento presente é real: pessoas inseguras tendem a ruminar os erros do passado e a se preocupar demais com o futuro. A vida real só acontece no aqui e agora, o único lugar para se encontrar paz, segurança e felicidade.

22 – Você é muito mais capaz do que imagina: se não sair da sua zona de conforto que te protege, você nunca alcançará o potencial máximo. Se não se forçar a arriscar para alcançar seus sonhos, você não saberá realmente quão capaz e talentosa é.

Em vez de permitir que os pensamentos de baixa autoestima sufoquem você, reflita sobre o que leu. Tente controlar seus pensamentos. Sugiro que você imprima esta lista e mantenha-a na bolsa para reler quando tiver um dia ruim. À medida que praticar novas maneiras de pensar e se comportar, recuperará o sentido de auto-valor e auto confiança.

Conheça os e-books para download gratuito

Como Encontrar o Amor na Maturidade

Melhores lugares para conhecer homens interessantes

Fórmula do Amor – Você, Pronta para ser Feliz

Recomendamos Também